Pular para o conteúdo
Início » Ponto russo: conheça a origem dessa arte incrível

Ponto russo: conheça a origem dessa arte incrível

Você conhece ou já ouviu falar da técnica de bordado ponto russo? Então o ponto russo é muito conhecido por ser um a técnica de bordado em que se utiliza uma agulha especifica para criar várias figuras tridimensionais como desenhos de flores e animas só que ricos em detalhes.

Trago hoje para vocês um pouco sobre a história da origem desta incrível arte o ponto russo que hoje em dia é muito comum por aqui em nosso país, também falarei um pouco dos quais matérias são necessários para fazer o ponto russo.

Não desperdice tempo! Digite seu endereço de e-mail abaixo e desfrute das melhores orientações sobre bordados, ponto cruz e muitas outras informações fascinantes do universo do artesanato.

O que é o ponto russo?

Resumidamente o ponto russo é uma das técnicas mais conhecidas de bordado além do ponto cruz, essa técnica possui um estilo diferente do ponto cruz tradicional, já que o ponto cruz tende a criar um efeito de relevo na superfície do tecido. A agulha utilizada é um pouco diferente das tradicionais, pois ela é especifica para essa arte, possuindo um furinho na ponta da agulha por onde se passa a linha. Nessa técnica se insere a agulha no avesso do tecido e puxada para o lado direito, formando um pequeno laço. Quando se repete esse movimento, é possível criar várias formas de texturas diferentes.

Veja: Artesanato com rolinho de papel higiênico

Podemos utilizar o ponto russo para bordar diferentes figuras, como por exemplo, animais, flores letras, desenhos geométricos bem como tudo aquilo que vier em nossa mente. Essa técnica pode ser realizada em vários tipos de tecidos, como linho, algodão, jeans e também o feltro. Tudo isso resulta em um bordado incrível bem fofo e delicado além é claro de ser original e único.

Qual a origem do ponto russo?

Não se sabe ao certo qual é a origem do ponto russo, porem existem algumas especulações a respeito de como ele surgiu. Uma dessas hipóteses fala que ele foi criado na Rússia, por volta do século 19 e foram os camponeses que desenvolveram essa técnica, pois eles queriam enfeitar suas roupas e acessórios com bordados simples e rápidos de fazer. Nesse período eram utilizadas agulhas de crochê que foram adaptadas para fazer esses pontos.

Uma outra alternativa foi que o ponto russo se originou na Turquia, que lá era chamado de “ponto turco” ou “ponto anatoliano”. Sendo usado principalmente para bordar tapetes, almofadas e cortinas com motivos florais e geométricos. Com o passar dos anos essa técnica teria se popularizado na Europa e pela Ásia ao longo do tempo.

Também há uma terceira hipótese, na qual o ponto russo seria uma variação do “ponto francês”, considerado um bordado muito tradicional desse país e que também era se utilizado uma agulha adaptada para que os pontos ficassem com relevo. Essa técnica teria sido levada para a Rússia através de imigrantes franceses por volta do século 18, sendo posteriormente adaptado.

Não importa qual seja sua origem, o importante mesmo é que o ponto russo se tornou uma arte amplamente difundida ao redor de vários países pelo mundo, inclusive mesmo por aqui em nosso país.

Como o ponto russo se popularizou no Brasil?

O ponto russo chegou ao Brasil na década de 1980, trazido por uma professora de artesanato chamada Zilda Mateus. Ela aprendeu a técnica em uma viagem aos Estados Unidos e resolveu ensiná-la em suas aulas. Logo, o ponto russo conquistou muitas adeptas, que se encantaram com a beleza e a facilidade do bordado.

Zilda Mateus também foi responsável por divulgar o ponto russo em revistas, programas de televisão e feiras de artesanato. Ela criou diversos modelos de riscos e gráficos para inspirar as bordadeiras brasileiras. Além disso, ela desenvolveu uma agulha própria para o ponto russo, que facilitava o trabalho e evitava que os pontos se soltassem.

Atualmente, o ponto russo é uma das técnicas de bordado mais praticadas no Brasil. Ele pode ser encontrado em peças de decoração, vestuário, enxoval infantil e muito mais. O ponto russo também é uma ótima opção para quem quer ter uma renda extra ou até mesmo viver do artesanato.

Quais são os materiais necessários?

Para fazer o ponto russo, você vai precisar dos seguintes materiais:

  • Agulha para ponto russo: é uma agulha especial que tem um orifício na ponta e um regulador de altura.
  • Linha para bordar: pode ser de algodão, lã, seda ou sintética. A espessura da linha vai depender do efeito que você quer dar ao bordado. Quanto mais grossa a linha, mais volumoso será o ponto.
  • Tecido para bordar: pode ser de qualquer tipo, desde que não seja muito fino ou muito grosso. O ideal é que o tecido tenha uma trama regular e não seja muito elástico. Você pode usar tecidos lisos ou estampados, de acordo com o seu gosto.
  • Bastidor: é um aro de madeira ou plástico que serve para esticar o tecido e facilitar o bordado. Ele pode ter diferentes tamanhos e formatos, dependendo do tamanho da peça que você quer bordar.
  • Tesoura: serve para cortar a linha e arrematar o bordado.
  • Lápis ou caneta: serve para transferir o risco do desenho para o tecido. Você pode usar um lápis comum, uma caneta hidrográfica ou uma caneta própria para tecido, que sai com água ou calor.
  • Risco ou gráfico: é o desenho que você quer bordar.

Quais são os passos para fazer?

Para fazer o ponto russo, você deve seguir os seguintes passos:

  1. Escolha o risco ou gráfico que você quer bordar e transfira-o para o tecido com um lápis ou caneta. Lembre-se de que o desenho deve ficar no avesso do tecido, pois é por onde você vai bordar.
  2. Coloque o tecido no bastidor, deixando-o bem esticado e sem rugas. Ajuste o bastidor de acordo com o tamanho do desenho.
  3. Escolha a linha e a cor que você quer usar e passe-a pelo orifício da agulha. Deixe uma ponta de cerca de 10 cm no lado direito do tecido e outra ponta de cerca de 5 cm no lado avesso.
  4. Ajuste a altura da agulha de acordo com a espessura da linha e do tecido. Quanto mais alta a agulha, mais longo será o ponto. Você pode testar a altura da agulha em um pedaço de tecido antes de começar o bordado.
  5. Comece a bordar pelo centro do desenho, seguindo o risco ou gráfico. Insira a agulha no avesso do tecido e puxe-a para o lado direito, formando um laço. Em seguida, insira a agulha novamente no mesmo lugar e puxe-a para o avesso, fechando o laço. Repita esse movimento até completar o contorno ou o preenchimento do desenho.
  6. Para mudar de cor ou de linha, corte a linha no lado avesso do tecido e arremate-a com um nó ou uma costura à mão. Em seguida, passe uma nova linha pela agulha e continue o bordado.
  7. Para finalizar o bordado, corte a linha no lado avesso do tecido e arremate-a com um nó ou uma costura à mão. Retire o tecido do bastidor e passe-o pelo lado direito com um ferro morno, para alisar os pontos.

Ponto russo uma boa opção para bordar

O ponto russo é uma técnica de bordado que cria um efeito de relevo na superfície do tecido. Ele tem uma origem incerta, mas se popularizou no Brasil graças à professora Zilda Mateus, que ensinou e divulgou essa arte.

Veja também: Artesanato da região Centro-Oeste

Para fazer o ponto russo, você precisa de uma agulha especial, linha para bordar, tecido para bordar, bastidor, tesoura, lápis ou caneta e risco ou gráfico. Esse ponto é feito com um movimento simples de inserir e puxar a agulha pelo avesso do tecido, formando pequenos laços.

O ponto russo é uma ótima opção para quem quer se expressar artisticamente, decorar sua casa ou presentear alguém especial. Além disso, ele pode ser uma fonte de renda extra ou até mesmo de profissão.

Agora que você já sabe tudo sobre o ponto russo, que tal experimentar essa técnica? Você vai se surpreender com os resultados!

COMPARTILHAR

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *