Pular para o conteúdo
Início » Artesanato da região norte: uma forma de valorizar a cultura

Artesanato da região norte: uma forma de valorizar a cultura

  • Lea Freitas 

Descubra mais sobre o artesanato da região norte! O artesanato é uma forma de expressão artística que reflete a identidade, a história e os valores de um povo. No Brasil, o artesanato é muito diversificado e rico, pois representa a influência de diferentes povos e culturas que formaram o nosso país.

Neste artigo, vamos falar sobre o artesanato da região norte, que é um dos mais originais e autênticos do Brasil.

Não desperdice tempo! Digite seu endereço de e-mail abaixo e desfrute das melhores orientações sobre bordados, ponto cruz e muitas outras informações fascinantes do universo do artesanato.

O que é o artesanato da região norte?

O artesanato da região norte é aquele que utiliza os recursos naturais e as técnicas tradicionais dos povos indígenas, ribeirinhos e quilombolas que habitam a maior região do Brasil em extensão territorial. A região norte é composta pelos estados do Acre, Amapá, Amazonas, Pará, Rondônia, Roraima e Tocantins, e abriga a maior parte da Floresta Amazônica, a maior floresta tropical do mundo.

O artesanato dessa região se caracteriza pela diversidade de materiais, formas, cores e estilos, que refletem a riqueza da fauna, da flora e da cultura local. Entre os materiais mais utilizados estão como por exemplo: as fibras vegetais, como o cipó, a palha, o buriti, o tucumã e o juta; as sementes, como o açaí, o inajá, o jarina e o tucum; as madeiras, como o cedro, o mogno, o jacarandá e o pau-rosa; as cerâmicas, como a argila e o barro; os couros, como o de peixe-boi, de jacaré e de cobra; as penas, como as de arara, de tucano e de papagaio; e os metais, como o ouro, a prata e o cobre.

Os principais tipos de artesanato da região norte são:

  • Cestaria: consiste na produção de cestos, bolsas, chapéus, esteiras e outros objetos a partir da trança ou do entrelaçamento de fibras vegetais. É uma das formas mais antigas de artesanato da região norte e tem origem indígena. Os cestos são usados para armazenar alimentos, transportar objetos e decorar ambientes.
  • Cerâmica: consiste na modelagem de argila ou barro em formas variadas, que depois cozinha-se em fornos ou fogueiras. É uma das formas mais difundidas de artesanato dessa região e tem influência indígena, africana e portuguesa. A cerâmica usa se para fazer utensílios domésticos, como panelas, pratos, copos e jarros; objetos religiosos, como santos, orixás e ex-votos; objetos decorativos, como vasos, esculturas e bonecas; e objetos lúdicos, como brinquedos e instrumentos musicais.
  • Escultura: consiste na talha ou no entalhe de madeira em formas diversas, que depois são pintadas ou envernizadas. É uma das formas mais sofisticadas de artesanato da região norte e tem influência indígena e europeia. A escultura usa se para fazer móveis, como por exemplo: mesas, cadeiras e armários; objetos religiosos, como crucifixos, anjos e santos; objetos decorativos, como máscaras, animais e figuras humanas; e objetos lúdicos, como brinquedos e jogos.
  • Biojoias: consistem na confecção de colares, brincos, pulseiras e anéis a partir de sementes, penas, couros bem como metais. Além disso é uma das formas mais criativas e sustentáveis de artesanato da região norte e tem inspiração na natureza. As biojoias usa-se para adornar o corpo e expressar a personalidade.

Qual a importância do artesanato da região norte?

O artesanato da região norte é importante por vários motivos:

  • Preserva a cultura e a identidade dos povos que vivem na região;
  • Valoriza a biodiversidade e os recursos naturais locais;
  • Gera renda e oportunidades de trabalho para os artesãos e suas famílias;
  • Promove o turismo e a divulgação da região para o Brasil e o mundo;
  • Estimula a criatividade e a inovação na produção artística.

Como apreciar e adquirir o artesanato da região norte?

Para apreciar e adquirir o artesanato da região norte, você pode:

  • Visitar as feiras, as lojas, os mercados e bem como os museus que expõem e vendem o artesanato local nos estados da região;
  • Participar de oficinas, cursos e workshops que ensinam as técnicas e os materiais do artesanato local;
  • Conhecer os ateliês, as comunidades e as cooperativas que produzem o artesanato local;
  • Comprar online o artesanato local em sites especializados ou nas redes sociais dos artesãos.

Conclusão

Por fim o artesanato da região norte é uma forma de arte que expressa a cultura, a história e a diversidade dos povos que habitam a maior região do Brasil. É um artesanato rico em materiais, formas, cores e estilos, que refletem a beleza e a complexidade da Floresta Amazônica.

É um artesanato que preserva as tradições e os saberes ancestrais, mas que também se renova e se adapta aos tempos modernos. Sendo um artesanato que gera renda, trabalho, educação e cidadania para os artesãos e suas comunidades. É um artesanato que merece ser conhecido, valorizado e apreciado por todos nós.

Você também pode gostar:

Artesanato da região Centro-Oeste

Artesanato do folclore brasileiro

Pontos de bordados antigos

Artesanato com rolinho de papel higiênico

COMPARTILHAR

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *